segunda-feira, 8 de março de 2010

Para nós.. .mulheridade!


Não gosto dessa coisa de gênero masculino, gênero feminino. Somos todos, desta raça bela/frágil, um “pequeno gênero humano”, como diz Bolívar. Mas gosto de mulheridade. Essa coisa que as mulheres tem, esse jeito, essa mirada, essa doçura, essa fortaleza, essa paciência, esse modo de fazer cinco coisas ao mesmo tempo, esse equilibrar no anabela 10cm, e ainda sorrir como se a vida fosse um campo de leite e mel. Mulheridade exige diferença, exige dengo, exige delicadeza, exige respeito, exige risos, exige potência, exige carinhos.
Mulheridade não quer competição, não quer igualdade. Mulheridade quer partilha, harmonia, lado-a-lado, batom. Mulheridade quer salto alto, saia longa, sombra escura, sexo, fuzil. Mulheridade quer esmalte, livros, pedras, ternuras, poemas. Mulheridade quer cabelo esvoaçante, pés descalços, flores, balas na agulha. Mulheridade quer colares, anéis, granadas, bandeiras, echarpes, foices, enxadas. Mulheridade é essa coisa louca que só as mulheres são. Ventania, calmaria, lago escuro, menstruação.

Neste dia de mulheres, sem ofensa, só pra nós... Esse sopro, essa mágica... Fantasia e furacão. Por que ao cabo, só as mulheres, esse caos compreenderão...

2 comentários:

Joana disse...

Grande amiga! Gosto do que escreve e do que faz, na sua Mulheridade!

Taddeu Vargas disse...

Olá Elaine! Li esse seu lindo texto no blog de uma seguidora do meu e vim te cumprimentar pela escrita maravilhosa e também pelo seu dia. Parabéns! Voltarei! Abraço forte.