terça-feira, 28 de setembro de 2010

Senadora Piedad Córdoba é destituída na Colômbia

O Ministério Público da Colômbia destituiu e tornou inelegível por 18 anos a senadora Piedad Córdoba. A acusação é de que Piedad promove e colabora com as FARCs e, conforme o procurador Alejandro Ordoñez , já que o que ela pratica é a “parapolítica”, deve ser responsabilizada pelos “crimes” daqueles com os quais se associa. Conforme noticiaram os jornais colombianos, as informações sobre as atividades colaboracionistas de Piedad Córdoba estavam no “famoso” computador de Raúl Reys, encontrado milagrosamente intacto depois do bombardeio que matou o líder guerrilheiro.A senadora tem pautado sua atuação pela ajuda humanitária aos seqüestrados pela guerrilha e em vários momentos ajudou na negociação para a libertação de muitos deles.
Desde as primeiras horas da tarde desta segunda-feira a senadora está reunida com seus advogados conforme divulgou no seu twitter. Segundo ela, a paz não tem reversão e ela vai lutar com apresentando os fatos, mostrando que seu trabalho caminha na incessante busca pela paz. Esta medida da procuradoria colombiana vai colocar ainda mais lenha na conturbada conjuntura do país.

Um comentário:

Sergio Paiva disse...

Adorei o Blog...li muito e vou voltar, bem sei como é dificil defender um povo e suas dificuldades.